domingo, 2 de novembro de 2008

Xeque

Enquanto uns choram, outros tentam consolar. Enquanto uns riem, outros tentam entender. Enquanto uns traem, outros tentam perdoar. Enquanto uns morrem, outros tentam sobreviver. São funções distintas e nem sempre compreensíveis para personagens manipulados no imenso tabuleiro da existência. Afinal, o que devo ser? O que devo fazer? Que movimento vou executar? Para qual casa devo pular? É preciso mesmo, continuar nesse jogo? Derrubem logo esse rei!
Postar um comentário