terça-feira, 29 de novembro de 2011

Ouvindo agora... Deep Purple - When a Blind Man Cries




When A Blind Man Cries


If you're leaving close the door.
I'm not expecting people anymore.
Hear me grieving, I'm lying on the floor.
Whether I'm drunk or dead I really ain't too sure.
I'm a blind man, I'm a blind man and my world is pale.
When a blind man cries, Lord, you know there ain't no sadder tale.

Had a friend once in a room,
had a good time but it ended much too soon.
In a cold month in that room
we found a reason for the things we had to do.
I'm a blind man, I'm a blind man, now my room is cold.
When a blind man cries, Lord, you know he feels it from his soul.

sábado, 26 de novembro de 2011

Pensamento...


Para ter a sua casa escolhida como abrigo de um ninho de passarinhos, o sujeito deve ser pelo menos um pouco legal...

26/11/2011
17h 50min

sexta-feira, 25 de novembro de 2011

domingo, 20 de novembro de 2011

Anjos...


...

Maré alta...



O pensamento já não voa tão longe
Já não sonho com o arrepio da tua pele
Assim como a lua, o sorriso se apagou
A linha do horizonte, um pouco mais, se afastou
O mar se tornou intransponível, de novo...

20/11/2011
16h 53min





sexta-feira, 18 de novembro de 2011

Dois amores...

Aromas, cheiros, cores
Sentidos, toques, sensações
Sorrisos, troca de olhares
Um sentimento, três corações...


17/11/2011
18h 15min

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3342050

quinta-feira, 17 de novembro de 2011

sábado, 12 de novembro de 2011

Um...

Solidão não é não ter alguém para se estar
É olhar para dentro e não se encontrar...


12/11/2011
00h 01min


sexta-feira, 11 de novembro de 2011

11/11/11

11/11/11

11h 11min


Faça um pedido!
Make a wish!

11/11/11



Aos onze dias
Do mês onze
Às onze horas
Com onze minutos
Onze pedidos
Onze desejos
Onze esperanças
Um destino...

11/11/11

terça-feira, 8 de novembro de 2011

Alma de vidro...

Explicitamente
        nua
Perigosamente
      exposta
A qualquer emoção
      mascarada
A qualquer sentimento
       bandido...

07/11/2011
16h 31min

sexta-feira, 4 de novembro de 2011

Inverno, agora...


Vento que não acalma
Friagem lá fora
Nevasca na alma...

04/11/2011
00h 47min

Passado...


Era nesse tempo
Em que para pensar em nós
Ainda havia tempo...

03/11/2011
22h 02min

quinta-feira, 3 de novembro de 2011