domingo, 16 de abril de 2017

Pegadas de coelho...



Domingo de Páscoa! Embora com os filhos crescidos e já na faculdade, fiz hoje pegadas de coelho com farinha e carinho pelo chão da cozinha e deixei os ovos de chocolate cuidadosamente escondidos. Por um instante os vi pequenos, pulando de alegria, carinha de sono, a procura de suas cestas com os ovos. Um dia, em uma outra época, tomara que meus netos possam viver também essa singela fantasia. Feliz Páscoa!


12/04/2009
11h 59min
Jefferson Dieckmann



quarta-feira, 29 de março de 2017

Curitiba, 324 anos!!!!



Curitiba, 324 anos!

Desconfiança no olhar
De um povo confiante
Quatro estações
Num único dia
O tempo mudando
Nas flores da rua
Na boca maldita
Nas casas polacas...
Na praça do oriente
Meu coração confiando
No verde dos parques
No sorriso da gente
No nosso sotaque
No leitE quentE
Eu sempre lembrando
Da bela cidade
Dos muitos pinhões
Da felicidade
De rostos e corações
Fecho os olhos pensando
Que em um certo julho
Em seu colo aquecido
Você a mim acolheu
Hoje, anos depois
Sem medo afirmo
Sem ti, Curitiba
Eu não seria eu...

*****



sábado, 25 de março de 2017

Introdução ao estudo das lágrimas...


De onde elas vêm? O que são as lágrimas? Por que elas irrompem em nossos olhos em muitas situações? Na maioria das vezes, lavam o nosso rosto vindo sem qualquer aviso. Surgem líquidas, límpidas, cristalinas, expressando e demonstrando diferentes sentimentos como dores, tristezas e até alegrias. Existem as lágrimas de desesperança, as lágrimas de dor, as lágrimas de amor, as lágrimas de saudade e até mesmo as lágrimas de felicidade. Elas exprimem sentimentos de uma forma silenciosa, tornando nesse momento, desnecessárias as palavras. Aliás, elas cumprem sua missão em um belo e singelo silêncio. Em sua curta vida, essas pequenas gotas geradas no olhar, caminham pela face e vêm nos lábios desaguar. Quem somos nós para entender a grandeza das lágrimas?

16/12/2008
20h 15min

Jefferson Dieckmann

No Centro de Letras do Paraná...


Curso de Criação Literária, segunda aula, aconteceu hoje, dia 25/03/2017.

*****



terça-feira, 14 de março de 2017

quarta-feira, 8 de março de 2017

8 de março...


Hoje, 8 de março, ao invés de escrever um poema em homenagem às mulheres, o meu desejo é que o mundo se torne mais igualitário e que elas tenham, de fato, mais igualdade e as mesmas oportunidades que os homens, no ambiente de trabalho e na sociedade. E que, finalmente, acabe toda e qualquer violência contra a mulher, principalmente a doméstica, essa ameaça silenciosa que impera, infelizmente, dentro das paredes de um lugar que deveria ser um lar. Parabéns a todas as mulheres, hoje e sempre! Esse mesmo mundo, do qual se espera essa real mudança, não seria nada sem vocês.

*****