sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz 2011!

Pare
Olhe para trás
Recorde
Repense
Analise
Enxugue as lágrimas
Olhe para a frente
Sorria
Imagine
Queira
Peça
Idealize...
Feliz Ano Novo!



31/12/2010
21h 27min


http://recantodasletras.uol.com.br/mensagens/2702408

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Trégua...

O tempo passa, as horas correm, o ano termina. A hora, agora, é de fazer contas, de olhar para trás, de fechar os olhos, de curar feridas. À frente, novas batalhas serão travadas. Terríveis derrotas ou triunfais vitórias estão lá fora, a nossa espera. O êxito depende de coragem, de vontade, de couraça, de dignidade no olhar, de pureza de alma e de esperança... Avante!


29/12/2010
12h 51min

http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2698041

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

P de poesia...

Sou a letra solta na folha de papel
Folha grande, larga, vazia
Quisera eu ser verso
Quisera eu, um dia, ser poesia
Me olhe, me leia, me guarde
Continue a me escrever
Antes que passe o tempo
Antes que venha o vento
Antes que a página vire
Antes que a inspiração acabe
Antes que a ideia expire
Antes que a próxima chuva
Lave o chão, molhe o papel
E apague o "p" da poesia...



27/12/2010
11h 35min


http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/2693947

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Natal em alto mar...




Uma das mais belas lembranças que tenho do Natal, faz parte da minha infância. Meu pai sempre foi um grande entusiasta das celebrações natalinas. Quando esta época chegava, ele sempre era um dos mais animados. Todos nós, juntos, enfeitávamos a árvore de Natal natural, retirada no dia, do nosso jardim. Ele sempre providenciava a visita do Papai Noel para nós, que ficávamos envoltos em um misto de nervosismo e entusiasmo na expectativa da chegada dos nossos presentes. E, algo que também marcava os nossos Natais era um velho disco de vinil, um LP, intitulado “Natal em alto mar”, com canções interpretadas por um cantor alemão chamado Freddy Quinn. As belas e antigas canções de Natal ecoavam pela nossa casa e atingiam a rua, pelas janelas abertas das noites de verão, que enfeitavam com estrelas os nossos Natais sem neve. Em minha cabeça infantil, eu viajava para dentro do disco e sentia-me, realmente, passando a noite de Natal em um navio. Ainda hoje, a sensação da lembrança me encanta! Que bom que nós passamos por tudo isso. Que bom que tivemos noites de Natal com a família reunida, onde nos preocupávamos mais com os sorrisos e os abraços e menos com o consumismo desenfreado que vemos hoje. Eu, por minha vez, passei isso para os meus filhos. Se eles seguirem a tradição natalina adiante, ainda por várias gerações de nossa família, teremos inesquecíveis noites de Natal. A beleza dessas noites mágicas continuará...





O meu Natal...



Todos os anos
Na véspera do Natal
Eu imaginava o cair da neve
Que nunca viria
Em um país tropical
Sentávamos em volta da árvore
Alegre e enfeitada árvore
Esperávamos pelos presentes
Trazidos a duras custas
Com muita luta
Por meus pais, os verdadeiros Noéis...
Apreensão, receio e até medo na espera
Misturados com a alegria incontida
O abrir dos pacotes era uma festa
A alegria e a emoção também
Dormir ao lado da bicicleta sonhada
Do carrinho desejado
Era o máximo que eu poderia exigir da vida
E, nós tivemos isso tudo
Hoje, passado o tempo
Isto é passado
Mas, na memória
Continua vivo
Continua alegre
Continua festivo
Só sinto falta
Só não vejo
Só não encontro
Além do meu sonho
O meu Noel
O meu Papai
O meu velho querido...



19/04/2007
14h 08min


* Homenagem a meu pai que, como criança, sonhava conosco em todas as noites de Natal...




http://recantodasletras.uol.com.br/natal/2686697


Desejo a todos os leitores deste blog, um Feliz Natal!!!

O meu presente de Natal...

O desembrulhar dos nossos sonhos...


21/12/2010
12h 39min


http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2684117

domingo, 19 de dezembro de 2010

Tu e as estações...

Ao longo da vida
Em todas as estações
Vejo, sinto teu corpo, belo, esguio, nu...
Ora coberto por folhas, ora por flores...
Por vezes
Te misturas aos deliciosos frutos
Pronta para seres degustada
No vento frio, na chuva, na geada
Te chegas ainda mais a mim
E te aconchego, carinhosa e bela
Em meus braços, em meu sorriso, agasalhada...



19/12/2010
18h 39min

http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2681029

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Bonança...

Ao ancorar minha nau
Em tuas calmas águas
Livrei-me da tempestade
Dos fortes ventos
Que rasgaram velas
Quebraram mastros
Assustaram marujos
Refugiei-me
Das borrascas mais intensas
Das ondas enormes
Do temporal mais duro
Ao aqui aportar
Vivi a bonança
Esqueci a descrença
Refiz a esperança
Em tua paz, revivo
Em teu ombro, repouso
Em tua boca me perco
Em teu regaço, descanso
Meu porto seguro...


14/12/2010
12h 55min

http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdeamor/2671378

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

sábado, 11 de dezembro de 2010

Workshop de Segurança do Trabalho 2010


Entre os dias 8 e 10 de dezembro, aconteceu em Paranaguá - PR, o Workshop de Segurança do Trabalho 2010, promovido pela Copel. Além de diversas palestras técnicas, o evento foi abrilhantado pelo ator português Tony Correia que apresentou aos participantes a palestra “Segurança... Olhos que sabem Ver!” e o ótimo espetáculo motivacional "Navegar é Preciso... Em Prosa, Verso e Riso".
Nas fotos, flagrantes do evento.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Ao mar...!

Na praia ficaram os incrédulos
Na areia pousaram os céticos
Nós abrimos as velas
Juntos, aproveitamos o vento
Às águas, lançamos a nau
De peito aberto, rumamos ao mar
Na proa, cortando as ondas
À frente, a toda velocidade
Aventura, magia, coragem
Rumo ao desconhecido
Em busca de novas terras
De fantasias, sonhos e realidade...


09/12/2010
19h 35min

http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/2662915

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

John Lennon...


Oito de dezembro de 1980...
Trinta anos dos tiros que transformaram o astro em lenda...
Mas, o sonho não acabou...!


* A morte de John Lennon faz 30 anos hoje...


08/12/2010
07h 50min




* Imagem: Google

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Hoje...

Afasto as sombras
Arrasto os rastros
Tentando seguir
Repensando o existir...
Contigo espero ter
Esse querer, esse sentir, esse desejar...
Em ti, quero esquecer
A sombra do sofrer, a dor desse pesar...
Quero viver o agora do nosso sorrir,
Respirar a imensidão desse nosso amar...
Perceba-me, então, agora
Sorria, me estenda a mão
Vamos ter, vamos sonhar, vamos viver
Em tempo
Hoje, agora, já, sem demora...


06/12/2010
17h 36min


http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/2656880

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Entrelaces...

Braços,
doação...
Euforia,
cumplicidade...
Revoadas,
mergulhos...
Abraços,
coesão...
Parceria,
felicidade...


01/12/2010
06h 28min


http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2647320

terça-feira, 30 de novembro de 2010

quinta-feira, 25 de novembro de 2010

Ipês...

Depois do vento, da chuva de flores amarelas e do teu beijo, não lembro de mais nada...



25/11/2010
22h 44min


http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2637131

quarta-feira, 24 de novembro de 2010

domingo, 21 de novembro de 2010

sexta-feira, 19 de novembro de 2010

Pensando alto...

Amor, amizades, dissabores, desamores, inimizades, ciúmes, raivas, esperanças, mágoas, homenagens, maus tratos, desavenças, indiferenças...
Cada coisa em seu lugar...
Mas, como organizar isso?
Ordem alfabética, importância ou simples descarte?



19/11/2010
10h 32min


http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2624420

quarta-feira, 17 de novembro de 2010

O velho posto de combustíveis...







Não fosse pelo fato de estar cercado por arame farpado, poderíamos dizer que ele ainda está em pleno funcionamento. Afinal, a construção, as bombas de combustível e a placa ainda estão lá...
Em plena cidade de Ponta Grossa, no Paraná, uma curiosidade e uma bela volta ao passado...

quarta-feira, 10 de novembro de 2010

(Re) encontro de primos...



Novembro de 2005, véspera do 1° Encontro da Família Dieckmann, momento em que, após muitos anos sem notícias, Erwin e Waldemar Dieckmann se (re)encontram...

Tod des ältesten Dieckmann Brasiliens, mein Onkel ...

Die langen Gespräche über die Geschichte der Familie war seine auffälligste Merkmal. Seit der Kindheit, das Thema interessiert mich, und ich verbrachte Stunden Musik hören Daten, Daten, Geschichten und Ereignisse, die das Leben von Dieckmann in Brasilien und dass seine glänzende Erinnerung brachte markiert. Dank ihrer Erinnerungen und unser Wunsch, die Familie wieder zu vereinen, hatten wir die Gelegenheit, zwei unvergessliche Familienfeiern zu fördern. Gestern, am 8. November verließ mein Onkel Erwin, uns unter 95 Jahre alt ... Heute ist der Tag des Verlustes und der Trauer, aber sein Gedächtnis bleibt lebendig unter uns allen und einen besonderen Platz in meiner Erinnerung ...

terça-feira, 9 de novembro de 2010

Meu tio...

As longas conversas sobre a história da família era a sua mais marcante característica. Desde pequeno, o assunto me interessou e eu ficava horas ouvindo dados, datas, histórias e fatos que marcaram a vida dos Dieckmann no Brasil e que a sua brilhante memória trazia à tona. Graças às suas lembranças e ao nosso desejo de reunir os familiares, tivemos a oportunidade de promover dois inesquecíveis encontros de família. Ontem, dia oito de novembro, meu tio Erwin, nos deixou, aos 95 anos de idade... O dia hoje é de perda e tristeza, mas a sua memória permanecerá viva entre todos nós e com um lugar especial na minha lembrança...

Erwin Dieckmann

* 13/01/1915 + 08/11/2010




Tio Erwin, o segundo da esquerda para a direita...




À direita, conversando com o primo Waldemar...

 

Foto 2: Lauro Dieckmann

segunda-feira, 8 de novembro de 2010

Distante...?






O vento da noite traz o teu perfume...
Na fragrância, tento te enxergar
Belo e perfumado vulto...



07/11/2010
22h 43min





* Foto: Maurício Colombo

sexta-feira, 5 de novembro de 2010

Ontem...

Eu?
Não!
Falas por ti...
Esqueceste...?
Ainda sinto...
Pensei ter encontrado o amor
E logo te perdi...



05/11/2010
13h 29min


http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdetristeza/2598357

Marimbondos elétricos?



Atentos...! Mas, 110 ou 220 Volts?



Foto: Jefferson Dieckmann


Remédio...

No silêncio da noite, masturbas teu sentimento, imitando um prazer que a distância nos rouba...



05/11/2010
00h 49min


http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2597653

quinta-feira, 4 de novembro de 2010

É hoje!!!

Lançamento do livro "A lâmpada cor-de-rosa" da minha amiga e conterrânea Lígia Antunes Leivas, a Lilu, entre as 18 e as 20 horas, na Praça Coronel Pedro Osório, no centro de Pelotas - RS, durante a 38ª Feira do Livro de Pelotas. É leitura da boa, certamente! Prestigiem!

quarta-feira, 3 de novembro de 2010

Convite de lançamento livro "A lâmpada cor-de-rosa"







SOBRE A ESCRITORA:






Lígia Antunes Leivas, natural de Pelotas/Rio Grande do Sul. Ex-presidente da Academia Sul-Brasileira de Letras, Diretora Cultural do Centro Literário Pelotense, Consulesa dos Poetas del Mundo em Pelotas. Acadêmica do Clube dos Escritores de Piracicaba, (OS) e Delegada Regional do mesmo no RS; Mérito Cultural da entidade em 1999. Debatedora na Mesa dos Escritores Luiz Antonio de Assis Brasil, Lígia Boyunga, Lya Luft e Escritores Pelotenses na 1ª, 3ª, 4ª e 5ª Jornada Cultural de Pelotas. Oradora Oficial da 32ª Feira do Livro de Pelotas. Delegada do Portal de Escritores Luso-Brasileiros CEN (Portugal) no RS e Mérito Cultural do mesmo em 2006. Delegada da ALPAS XXI em Pelotas. Mérito Cultural do Club Pan-Americano “Eng. Enrique Salazar Cavero”, Rotary Pelotas Norte, de 2003 a 2006.

Professora Emérita em Extensão, Universidade Federal de Pelotas de 1994 a 2004, recebeu a Medalha de Mérito do Fórum da Cultura, RJ / RJ, 1998 e acumula vários prêmios literários locais, regionais, nacionais e internacionais. Graduada em Letras e Direito; pós-graduada em Língua Portuguesa. Revisora, professora. Antologista, oficineira. Integrante do Conselho Editorial da UFPEL e da ASBL. 5 livros publicados pela Univ. Fed. de Pelotas e participação em 54 coletâneas.

Desde já, os meus parabéns e votos de muito sucesso para mais este lançamento da minha amiga e ilustre conterrânea Lilu!

terça-feira, 2 de novembro de 2010

sexta-feira, 29 de outubro de 2010

quinta-feira, 28 de outubro de 2010

quarta-feira, 27 de outubro de 2010

terça-feira, 26 de outubro de 2010

segunda-feira, 25 de outubro de 2010

Enseada...

O mar bate na praia,
O vento me leva...
O sol te ilumina,
Perfeita,
Linda,
Suspeita...
Me olhas,
Te miro,
Me sorris,
Te admiro...
Te procuro...
Braços,
Abraços,
A noite cai...
No meu peito, cais
Porto seguro...

25/10/2010
11h 47min


http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2577457

À beira mar...


Praia de Itacoatiara, Niterói - RJ



domingo, 24 de outubro de 2010

sexta-feira, 22 de outubro de 2010

Ilustre visitante...



Acostumada a iluminar nossas noites, ela deu um pouco mais de brilho ao nosso dia...

quarta-feira, 20 de outubro de 2010

"As Telecomunicações e a Solidariedade", o vídeo...

video

Este vídeo é parte integrante da palestra "As Telecomunicações e a Solidariedade" apresentada durante o 5° Seminário Técnico de Telecomunicações da Copel nos dias 18 e 19 de outubro.



terça-feira, 19 de outubro de 2010

"As Telecomunicações e a Solidariedade"



Durante o 5º Seminário Técnico de Telecomunicações realizado pela Companhia Paranaense de Energia - Copel, ocorrido entre 18 e 19 de outubro em Curitiba, este blogueiro proferiu a palestra intitulada “As Telecomunicações e a Solidariedade”. O tema trata da implantação de rádio enlaces para a realização de eventos de caráter assistencial e filantrópico do Governo do Estado do Paraná, visando o atendimento das populações de mais baixa renda nas vilas e bairros mais humildes e afastados na periferia das nossas cidades. Nas fotos, flagrantes do evento.