sábado, 1 de novembro de 2008

Festejar?

Mais um dezembro se aproxima. O ano se vai. Já? Eu ainda nem tive tempo de chorar. É preciso mesmo participar disso tudo? Luzes que não brilham, champagnes que não embriagam, músicas que não alegram e flores que não perfumam. Presentes falsos, ausências não sentidas e sorrisos financiados por todos os cantos. Será que o mundo não poderia me esquecer? Só hoje...
Postar um comentário