sexta-feira, 31 de dezembro de 2010

Feliz 2011!

Pare
Olhe para trás
Recorde
Repense
Analise
Enxugue as lágrimas
Olhe para a frente
Sorria
Imagine
Queira
Peça
Idealize...
Feliz Ano Novo!



31/12/2010
21h 27min


http://recantodasletras.uol.com.br/mensagens/2702408

quarta-feira, 29 de dezembro de 2010

Trégua...

O tempo passa, as horas correm, o ano termina. A hora, agora, é de fazer contas, de olhar para trás, de fechar os olhos, de curar feridas. À frente, novas batalhas serão travadas. Terríveis derrotas ou triunfais vitórias estão lá fora, a nossa espera. O êxito depende de coragem, de vontade, de couraça, de dignidade no olhar, de pureza de alma e de esperança... Avante!


29/12/2010
12h 51min

http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2698041

segunda-feira, 27 de dezembro de 2010

P de poesia...

Sou a letra solta na folha de papel
Folha grande, larga, vazia
Quisera eu ser verso
Quisera eu, um dia, ser poesia
Me olhe, me leia, me guarde
Continue a me escrever
Antes que passe o tempo
Antes que venha o vento
Antes que a página vire
Antes que a inspiração acabe
Antes que a ideia expire
Antes que a próxima chuva
Lave o chão, molhe o papel
E apague o "p" da poesia...



27/12/2010
11h 35min


http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/2693947

quarta-feira, 22 de dezembro de 2010

Natal em alto mar...




Uma das mais belas lembranças que tenho do Natal, faz parte da minha infância. Meu pai sempre foi um grande entusiasta das celebrações natalinas. Quando esta época chegava, ele sempre era um dos mais animados. Todos nós, juntos, enfeitávamos a árvore de Natal natural, retirada no dia, do nosso jardim. Ele sempre providenciava a visita do Papai Noel para nós, que ficávamos envoltos em um misto de nervosismo e entusiasmo na expectativa da chegada dos nossos presentes. E, algo que também marcava os nossos Natais era um velho disco de vinil, um LP, intitulado “Natal em alto mar”, com canções interpretadas por um cantor alemão chamado Freddy Quinn. As belas e antigas canções de Natal ecoavam pela nossa casa e atingiam a rua, pelas janelas abertas das noites de verão, que enfeitavam com estrelas os nossos Natais sem neve. Em minha cabeça infantil, eu viajava para dentro do disco e sentia-me, realmente, passando a noite de Natal em um navio. Ainda hoje, a sensação da lembrança me encanta! Que bom que nós passamos por tudo isso. Que bom que tivemos noites de Natal com a família reunida, onde nos preocupávamos mais com os sorrisos e os abraços e menos com o consumismo desenfreado que vemos hoje. Eu, por minha vez, passei isso para os meus filhos. Se eles seguirem a tradição natalina adiante, ainda por várias gerações de nossa família, teremos inesquecíveis noites de Natal. A beleza dessas noites mágicas continuará...





O meu Natal...



Todos os anos
Na véspera do Natal
Eu imaginava o cair da neve
Que nunca viria
Em um país tropical
Sentávamos em volta da árvore
Alegre e enfeitada árvore
Esperávamos pelos presentes
Trazidos a duras custas
Com muita luta
Por meus pais, os verdadeiros Noéis...
Apreensão, receio e até medo na espera
Misturados com a alegria incontida
O abrir dos pacotes era uma festa
A alegria e a emoção também
Dormir ao lado da bicicleta sonhada
Do carrinho desejado
Era o máximo que eu poderia exigir da vida
E, nós tivemos isso tudo
Hoje, passado o tempo
Isto é passado
Mas, na memória
Continua vivo
Continua alegre
Continua festivo
Só sinto falta
Só não vejo
Só não encontro
Além do meu sonho
O meu Noel
O meu Papai
O meu velho querido...



19/04/2007
14h 08min


* Homenagem a meu pai que, como criança, sonhava conosco em todas as noites de Natal...




http://recantodasletras.uol.com.br/natal/2686697


Desejo a todos os leitores deste blog, um Feliz Natal!!!

O meu presente de Natal...

O desembrulhar dos nossos sonhos...


21/12/2010
12h 39min


http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2684117

domingo, 19 de dezembro de 2010

Tu e as estações...

Ao longo da vida
Em todas as estações
Vejo, sinto teu corpo, belo, esguio, nu...
Ora coberto por folhas, ora por flores...
Por vezes
Te misturas aos deliciosos frutos
Pronta para seres degustada
No vento frio, na chuva, na geada
Te chegas ainda mais a mim
E te aconchego, carinhosa e bela
Em meus braços, em meu sorriso, agasalhada...



19/12/2010
18h 39min

http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2681029

terça-feira, 14 de dezembro de 2010

Bonança...

Ao ancorar minha nau
Em tuas calmas águas
Livrei-me da tempestade
Dos fortes ventos
Que rasgaram velas
Quebraram mastros
Assustaram marujos
Refugiei-me
Das borrascas mais intensas
Das ondas enormes
Do temporal mais duro
Ao aqui aportar
Vivi a bonança
Esqueci a descrença
Refiz a esperança
Em tua paz, revivo
Em teu ombro, repouso
Em tua boca me perco
Em teu regaço, descanso
Meu porto seguro...


14/12/2010
12h 55min

http://recantodasletras.uol.com.br/poesiasdeamor/2671378

segunda-feira, 13 de dezembro de 2010

sábado, 11 de dezembro de 2010

Workshop de Segurança do Trabalho 2010


Entre os dias 8 e 10 de dezembro, aconteceu em Paranaguá - PR, o Workshop de Segurança do Trabalho 2010, promovido pela Copel. Além de diversas palestras técnicas, o evento foi abrilhantado pelo ator português Tony Correia que apresentou aos participantes a palestra “Segurança... Olhos que sabem Ver!” e o ótimo espetáculo motivacional "Navegar é Preciso... Em Prosa, Verso e Riso".
Nas fotos, flagrantes do evento.

sexta-feira, 10 de dezembro de 2010

Ao mar...!

Na praia ficaram os incrédulos
Na areia pousaram os céticos
Nós abrimos as velas
Juntos, aproveitamos o vento
Às águas, lançamos a nau
De peito aberto, rumamos ao mar
Na proa, cortando as ondas
À frente, a toda velocidade
Aventura, magia, coragem
Rumo ao desconhecido
Em busca de novas terras
De fantasias, sonhos e realidade...


09/12/2010
19h 35min

http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/2662915

quarta-feira, 8 de dezembro de 2010

John Lennon...


Oito de dezembro de 1980...
Trinta anos dos tiros que transformaram o astro em lenda...
Mas, o sonho não acabou...!


* A morte de John Lennon faz 30 anos hoje...


08/12/2010
07h 50min




* Imagem: Google

segunda-feira, 6 de dezembro de 2010

Hoje...

Afasto as sombras
Arrasto os rastros
Tentando seguir
Repensando o existir...
Contigo espero ter
Esse querer, esse sentir, esse desejar...
Em ti, quero esquecer
A sombra do sofrer, a dor desse pesar...
Quero viver o agora do nosso sorrir,
Respirar a imensidão desse nosso amar...
Perceba-me, então, agora
Sorria, me estenda a mão
Vamos ter, vamos sonhar, vamos viver
Em tempo
Hoje, agora, já, sem demora...


06/12/2010
17h 36min


http://recantodasletras.uol.com.br/poesias/2656880

quarta-feira, 1 de dezembro de 2010

Entrelaces...

Braços,
doação...
Euforia,
cumplicidade...
Revoadas,
mergulhos...
Abraços,
coesão...
Parceria,
felicidade...


01/12/2010
06h 28min


http://recantodasletras.uol.com.br/pensamentos/2647320