quinta-feira, 20 de novembro de 2008

Na escuridão

Olho insistente para a escuridão do céu, singelamente enfeitada por algumas estrelas. De vez em quando, passam silenciosas e apressadas luzes que piscam. Absorto, imagino que sejam pilotadas por alguém. É só mais uma aeronave ou uma miragem disfarçada de esperança? Quem estará lá dentro? Será alguém que deveria estar aqui em baixo, comigo? Por que você não desce? É noite ainda, mas estou aqui. Quando nascer o sol, pode ser tarde demais...
Postar um comentário