sexta-feira, 18 de março de 2011

Moradores tentam retomar suas vidas uma semana depois da enxurrada em São Lourenço do Sul...


A cada dia, o amontoado de objetos que até uma semana atrás eram móveis, roupas e outros pertences cresce à frente das casas em São Lourenço do Sul. Enquanto as calçadas e ruas da cidade do sul do Estado ficam repletas de entulhos, o vazio ocupa moradias atingidas pela enxurrada.

Resultado de uma grande quantidade de chuva sobre a região no dia 9, a enxurrada atingiu cerca de 20 mil pessoas e causou a morte de sete, entre elas um menino de 12 anos. Durante a madrugada daquele dia, muitos moradores procuraram abrigo no telhado de suas casas após a água invadir as residências.

Com o olhar atônito, Zaíra Maria da Silva observa o que restou. O lodo ainda faz parte do cenário, assim como a marca na parede indicando até onde a água alcançou. Como as janelas e portas estão quebradas, Zaíra não se sente segura para permanecer em casa.

— Nunca esperava uma coisa dessas — repete baixinho, enquanto anda pela residência.

Fonte e imagem: Jornal Zero Hora - Porto Alegre
Postar um comentário