terça-feira, 16 de setembro de 2008

Um tijolo a menos no muro...

A viagem psicodélica perdeu boa parte do brilho. O som progressivo, claro, finamente elaborado e hipnótico do Pink Floyd, silenciou de vez no dia de hoje. Sem qualquer aviso, calaram-se os teclados de Richard Wright. No meio do susto, percebemos que os ídolos não são imortais. O rock progressivo, clássico e harmônico, recheado de viagens alucinantes, porcos infláveis e muros, refugiou-se em definitivo no lado escuro da lua.

Postar um comentário