quinta-feira, 4 de setembro de 2008

Reminiscências...

O tempo passa impiedoso. E, com ele, leva a todos nós. Trata, retrata, destrata, maltrata e conduz... Para onde? Não sei! Conduz! Seduz, reluz, reduz...a tudo, a nada, a pó. Impiedoso tempo, doces lembranças, duras vivências, amarga demência. O relógio não para, o peito dispara, a vida desmascara. Quanto tempo ainda temos?
Postar um comentário