sexta-feira, 12 de setembro de 2008

O dia em que não encontrei Klaus Meine

12 de setembro de 2008! A 110 quilômetros de distância, na cidade de Ponta Grossa (por que lá?) está se apresentando a banda alemã Scorpions, em seu único show no Sul do Brasil desta feita. Pois bem: noite chuvosa, sem ingresso na mão e com compromissos de Direito Administrativo e Direito Comercial para comparecer. Por que o drama? Afinal, era só dirigir até lá em pista dupla, pagar dois pedágios de ida, dois de volta, curtir o show “Humanity World Tour” na versão eletroacústica e voltar. Mas, ao invés de Always Somewhere, tenho as licitações. No lugar de Wind of Change, as tomadas de preço. Substituindo Send Me An Angel, tenho a letra de câmbio e suprimindo The Zoo, entra em campo a nota promissória. Perfeito para uma noite chuvosa de uma sexta-feira longe do palco do Centro de Eventos de Ponta Grossa. O local é onde se realiza a já tradicional Festa Nacional do Chopp Escuro, a Münchenfest. Então, um brinde à Klaus Meine, Rudolf Schenker, Matthias Jabs, James Kottak e Pawel Maciwoda. Prost!!!
Postar um comentário