domingo, 11 de abril de 2010

Pequeno grande mundo...

Nasceste na maternidade, ali na rua de baixo. Tua primeira escola ficava três quadras acima, perto da praça. Aliás, costumavas passear com a tua primeira namorada entre as árvores da mesma praça central. Casaste na igreja matriz, ali na esquina de cima. Trabalhaste a vida toda no mesmo local, nove quadras abaixo. Jogavas o teu futebol com os amigos, aos sábados, no campo, acima do posto de gasolina. Na velhice, sentavas em tua cadeira de balanço, em frente de casa, todas as tardes. Ao morrer, foste enterrado no cemitério, nas cercanias da cidade. Passaste a vida e morreste aqui. Pequeno, estranho e urbano mundo. De uma rua à outra, tuas fronteiras...
Postar um comentário