sábado, 17 de abril de 2010

Ao vento...

Tuas mãos seguravam firme a minha camisa em um misto de medo e emoção. O vento batia em nossos rostos e o vôo já estava no fim.
Acordei, com o teu sorriso. Te convido para voar novamente, amanhã, se quiseres...
Postar um comentário