quarta-feira, 26 de agosto de 2009

Paraíso...

Esta é uma poesia que está nas páginas de meu livro "Poesia em tempo de guerra", do ano de 2007. Quero compartilhá-la hoje com vocês...

Paraíso...


Governante
Governanta
Diriges
Governas
Comandas
Minha voz
Meus instintos
Meus sentimentos
Minha vida
Até quando?
O que espero?
Por que não fujo?
Em momentos de lucidez
Me insurjo
Me amotino
Me rebelo
Junto forças
Tento
Me esmero
Mas
Fuga armada
Plano traçado
Me vês
Me persegues
Me apanhas
A vista turva
As pernas travam
Eu, no chão
Resignado
Conformado
Volto ao paraíso
Aceito
Me submeto
As tuas mais fortes armas
Teu olhar
Teu amar
Teu sorriso...
Postar um comentário