domingo, 13 de junho de 2010

Os últimos alfaitaes

Uma das atividades que eu sempre admirei foi a confecção de roupas. Lembro bem da minha mãe, sentada na sua máquina de costura Singer, fazendo as nossas calças e camisas, em casa! As costureiras e os alfaiates sempre tiveram um papel importante na sociedade. Desde as roupas mais simples, para serem usadas no dia-a-dia até os mais sofisticados e belos vestidos de baile e os ternos mais sóbrios, elegantes e tradicionais sempre foram confeccionados por estes valorosos profissionais. Após a incontrolável industrialização do mundo moderno, esses profissionais foram, aos poucos, desaparecendo. Hoje, são poucos os que se dedicam profissionalmente a vestirem os outros e, de um pedaço de tecido, fazer a mágica de sair uma calça, uma camisa, um vestido ou um terno!
O jornal Gazeta do Povo de hoje, dedica uma reportagem a esses valorosos profissionais no link http://www.gazetadopovo.com.br/viverbem/conteudo.phtml?tl=1&id=1013178&tit=Os-ultimos-Alfaiates

As fotos deste post também são da Gazeta do Povo, de autoria de Aniele Nascimento.





Estas fotos reacendem em minha mente, antigas imagens. A velha Singer, os pequenos carretéis de metal e o "giz" triangular branco usado para riscar os tecidos, são lembranças muito queridas. Pena que sejam de um passado cada vez mais distante. Infelizmente...!



Postar um comentário