quarta-feira, 2 de junho de 2010

Cativo...

Ainda ouço o som
Da tua voz
A me sussurrar...
Impropérios,
Versos,
Despautérios...
E teus braços
Decididos
A me agarrar...
Sem querer
Que eu caia
De ti...
Sem deixar
Que eu saia
Do teu ter...
Sem deixar
Que eu não ouça
O teu falar...
Sem deixar
Que eu perca
O teu galopar...
Sem deixar
Que eu queira
Só um pouco
Bancar
Um pouco o louco
E decidir
Não te ter...

*
Postar um comentário