segunda-feira, 21 de setembro de 2009

Ocupado...

A esposa ligava a cada cinco minutos. Era para lembrar do vencimento da conta do telefone, do colégio dos filhos, de que ele ainda não havia passado no supermercado nem feito o depósito na conta da mãe dela. Ligava novamente, agora para saber a que horas ele chegaria em casa. O filho lhe ligava perguntando se já havia ido buscar o computador na assistência técnica. A filha, ligando para saber se ele havia encontrado àquele condicionador de cabelos que a amiga lhe indicara. A empregada ligava para lembrar que o sabão em pó havia acabado e se ele poderia trazer o pagamento dela no final do dia. Sem pensar muito, levantou de sua mesa no escritório, plantou o celular no vaso de arruda e saiu a passos lentos, falando sozinho...
Postar um comentário