sexta-feira, 11 de julho de 2008

A pantomima

Alegrai-vos! Eis que é tempo de pantomima! A partir dos próximos dias, saem da escuridão os salvadores da pátria de plantão. Surgem como por encanto, tentando fazer com que acreditemos nas histórias que serão contadas e encenadas a seguir. Como em um passe de mágica, oferecem as melhorias, a salvação e os milagres. Eles possuem as soluções para tudo. Apresentam propostas salvadoras para a saúde pública, para o ensino, para a segurança, para a pobreza, para uma cidade e um mundo melhores. Qual é realmente o nosso papel nesse processo? Ouvir, acreditar, ter esperanças, legitimar o teatro, ser decepcionado? Novamente? Outra vez? Até quando? Quantos deles realmente estão imbuídos de boas intenções? Um, dois, mais? Eles existem? Pensemos nisso. É isso que nós merecemos?
Postar um comentário