quarta-feira, 23 de julho de 2008

Dia do pai?

Amigo, bravo, cuidadoso, nervoso, carinhoso, esperto, despreparado, cúmplice. Todas essas e muitas outras palavras são qualidades ou defeitos de um pai. Assim era o meu pai. Assim são os nossos pais! Assim sou eu, afinal eu também sou pai! Há muitos dias, já ouço na mídia os comerciais para que os filhos comprem os presentes para os seus pais, afinal vem aí o “dia dos pais”! Temos presentes para todos os gostos e bolsos. Mas, todo o santo dia não deveria ser o “dia do pai”? Assim como toda data no calendário não deveria ser um dia das mães, das crianças, do professor, da avó, do funcionário público e de quem mais merecesse respeito, consideração e amizade? Me entristece supor que em troca de um presente adquirido muitas vezes com o dinheiro do próprio pai, muitas pessoas achem que podem comprar e salvar o segundo domingo do mês de agosto.
Postar um comentário