terça-feira, 29 de setembro de 2015

Tardio...



No porto já escuro
Lágrimas não enchem mar
Suspiros não costuram velas
Nem olhares acham rumo
Zarpar era preciso
Marés perdidas não voltam...


29/09/2015

17h 47min


http://www.recantodasletras.com.br/poesiasrecordativas/5398745


Postar um comentário