quarta-feira, 23 de setembro de 2015

Ancoradouro...


Deixaste mágoas em marés
Levaste brisas, esperanças
Já não vou mais ao cais
Ver restos do meu naufrágio
Píer banhado em lágrimas
E, de sal, o mar não precisa mais...

22/09/2015
14h 40min

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/5390927


Postar um comentário