segunda-feira, 12 de novembro de 2012

Triste profecia...


A duras penas
A distância me ensina
Que em outras terras
Num outro tempo
Com outra vista
Em outra vida
Numa outra sina
Atrás da grande barreira
Longe do olhar
Vive o que encanta
Em forma de mulher
Amanhece o que reluz
Em forma de sereia
Brilha o que fascina
Em forma de menina...



12/11/2012
21h 43min

http://www.recantodasletras.com.br/poesias/3982710


Postar um comentário