quarta-feira, 17 de junho de 2009

Os olhos verdes

Quando ela passava, ele a observava, maravilhado. Aqueles olhos verdes! Ele jamais havia visto outros iguais! Mas, os olhares nunca se encontraram. E, todas as noites, ele dormia com a solidão...
Postar um comentário