domingo, 9 de agosto de 2015

Pai...

Não precisa ser Nem astro nem herói Rico ou pobre Cavaleiro ou caubói Não precisa ter Cargo ou dinheiro Nem andar a pé Por um mundo inteiro Basta pegar no colo Basta olhar nos olhos Basta ter amor E seus filhos abraçar Menina ou menino Tão frágeis criaturas Ao mesmo tempo, capazes De sua vida modificar Choros e manhas Fraldas trocadas Cólicas, febres Noites acordadas Quando o filho cresce Ou do caminho sai Basta ser amigo, sempre Basta ser pai... 09/08/2015 00h 55min
Postar um comentário