segunda-feira, 24 de maio de 2010

Nada...

O branco da página não escrita contrasta com o cinza da minha alma. E ambas se misturam, vazias...

*

Postar um comentário