terça-feira, 3 de junho de 2008

Tempestade

A chuva molha o meu rosto e escorre junto com as lágrimas que insistem também em cair. Terra e alma encharcadas. O aguaceiro só não é maior que a tempestade que trago dentro de mim. Por que ainda sobrevivo a você? Por que a água não lava lembranças e não carrega desespero também? Ela só me molha...
Postar um comentário